Caindo na literatura: Eu sou Malala – Malala Yousafzai

Eu Sou Malala
Autora: Malala Yousafzai
Edição: 2013
342 páginas
Editora: Companhia das Letras
splash2splash2splash2splash2splash2
Compre pela Amazon, clicando aqui!

Oi, gente!

A resenha de hoje é sobre um livro inspirador. Se você está que só reclama da vida e , principalmente, de ir à escola, por favor, leia Eu sou Malala.

DSCN0981

A obra, narrada em primeira pessoa por Malala, vai nos contar não só a sua história, como também a de seu pai, Ziauddin Yousafzai, sua inspiração.

Ela relata desde antes de nascer, como foram os estudos de Ziauddin, seu trabalho como educador, a criação de sua escola particular e seus projetos, sempre lutando por uma educação para todos no Paquistão, em especial no vale onde moravam chamado Swat, localizado em Mingora.

(Fonte da imagem: http://www.paginainternacional.com.br/monopolio-do-uso-legitimo-da-forca/)

Como filha de um ativista a favor do direito à educação e da igualdade de gêneros, aos doze anos Malala já começou a seguir os passos do pais, lutando pelo direito à educação para mulheres, que em geral são analfabetas em seu país.

Aos poucos, a jovem foi ganhando destaque na mídia local e internacional, chamando a atenção também do Talibã, que prega basicamente que as mulheres só fiquem reclusas em suas casas, não saiam de casa sem um homem que seja seu parente, não vá fazer compras e muito menos frequente a escola.

Então, um dia, voltando para casa no ônibus escolar, Malala e mais duas amigas que estavam com ela levaram tiros. Em Malala, o tiro entro perto do olho, porém não penetrou seu cérebro, indo parar no ombro.

A jovem sobreviveu para contar sua história e para continuar a luta pela educação das mulheres no Paquistão, além de servir de inspiração mundial.

Jinnah, nosso fundador, dizia: “Nenhuma luta jamais logrará êxito sem que as mulheres participem lado a lado com os homens. Há duas forças no mundo: uma é a espada e a outra é a caneta. Há uma terceira força, mais poderosa: a das mulheres”.

DSCN0983
Recomendo muito essa leitura a todos que ainda acreditam que o conhecimento é nosso maior aliado, e a quem não acredita também, para que seja influenciado por essa força e coragem não só de Malala, mas de todos que lutam pela educação.

DSCN0982

Comentem aí se vocês gostam de ler biografias, se já leram essa e se têm alguma para me recomendar!

assinaturablog

(25)

TG Facebook Comments